quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Poluição no Rio Cachoeira

O rio cachoeira é o rio que corta a cidade de Itabuna e que hoje se encontra em um estado avançado de poluição, todavia nem sempre foi assim, segundo os relatos de (MATTOS,C. 1999) em seus escritos o Rio Cachoeira já “teve lavadeiras e areeiros, quando ainda não existia a represa próximo a ponte velha. E as lavadeiras estendiam roupas que coloriam as inúmeras pedras pretas.  Cores e cantos davam um belo visual ao velho rio.
Infelizmente a nova geração de itabunenses das regiões vizinhas não puderam contemplar esta beleza citada por (MATTOS, C. 1999) em seus livros, o Rio Cachoeira há muito tempo vem agonizando, clamando por vida na cidade de Itabuna, devido ao crescimento populacional da cidade e o crescimento industrial.
 Esgotos domésticos e industriais são despejados no Rio Cachoeira sem nenhum tratamento, o rio virou um verdadeiro esgoto a céu aberto, pois nele são despejados todos os dejetos da cidade, ocasionando mau cheiro nas proximidades do Rio, turbidez da água que agem impedindo a passagem de luz, fato este que impede a realização do processo da fotossíntese reduzindo assima quantidade de oxigênio da água, acontecimento este que já pôde ser observado no rio Cachoeira onde por falta de oxigênio houve uma mortandade de peixes, ocasionando proliferação de alguns animais como urubus e garças devido a alta disponibilidade de recurso. A morte destes peixes afeta diretamente a distribuição e abundância destas espécies, ocasionando possíveis extinções locais.
 
                         Fonte: Grecilane Bomfim

 A proliferação de baronesas a cada dia aumenta piorando cada vez mais a situação problemática o rio.Como relata (MATTOS, C. 1999) antigamente “as baronesas não ficavam entulhadas entre as pedras pretas, espalhadas em vários trechos do rio. Bocas de vômitos não despejavam detritos nas águas claras”. Hoje infelizmente nos deparamos com outra realidade, realidade esta que fica pior a cada dia e que pode ficar ainda pior se não houver uma conscientização e uma mudança na forma de agir da sociedade como um todo e dos seus governantes.
 
                                     Fonte: Grecilane Bomfim

Além da poluição do rio, da degradação de suas margens e do acúmulo de lixo nestas margens pode ser observada também a ausência de matas ciliares que auxiliam na retenção da água, sem contar o assoreamento deste rio que formam bancos de areias e pequenas ilhas.
A poluição do Rio Cachoeira além de influenciar negativamente as interações ecológicas entre os organismos e o ambiente como um todo, ainda é um caso de saúde pública, pois, apesar do rio está em estado decadente de degradação e poluição, ainda existem muitas pessoas no centro e nas periferias que obtêm do Rio Cachoeira o seu sustento seja, por meio da pesca ou por meio da comercialização destes ou ainda por meio da retirada de areia do rio, isso é bastante comum em bairros ribeirinhos como: a Bananeira, a Rua de Palha, Ferradas, Nova Ferradas entre outros bairros. Outro exemplo deste acontecimento é que ao passarmos pelo centro podemos observar algumas pessoas pescando na beira do canal, tomando banho no rio poluído, inclusive nesta semana quem passou pela ponte do São Caetano próximo ao Shopping pôde observar armadilhas de pesca construídas com pneus velhos.
Mesmo diante de tanto processo de destruição, degradação e poluição o Rio Cachoeira clama por vida e mesmo com tantos desafios e tantos problemas enfrentados ainda assim é capaz de abrigar vida como pode ser observado nas famílias de capivara que habitam o rio.

                                                              Por:Gabriela de Souza Trindade
                                                                     Grecilane Santos Bomfim


Um comentário: